Sobre Viola (Diva) Davis

Anin Urasse

viola

(dedicado a todas as mulheres pretas que tentaram e não conseguiram)

Viola Davis é talento puro. Maravilhosa. Estonteante. Exemplo. Representatividade que importa. Que ela merecia ganhar o Emmy, não tenho dúvida. O que eu me pergunto é: o Emmy merecia Viola?

Eu acho válido quando um/a preto/a “chega lá”. Eu choro e me emociono. E todos nós sabemos que, pra gente conseguir “chegar lá”, nós temos que ser 3 vezes melhores (é a famosa “taxa preta”). Qualquer branco medíocre tem mais oportunidade que um/a preto/a brilhante.

Entretanto, ano que vem, o Emmy não será ganho por outra mulher preta, óbvio, e o motivo é muito nítido: eles não vão deixar(lembremos: essa é a 64ª edição). Daqui a 15 anos, talvez, teremos a notícia “Fulaninhas de tal é a segunda mulher preta a ganhar o Emmy de melhor atriz dramática em 15 anos!!!” E aí a gente vai ficar feliz de novo achando que as coisas estão melhorando e tal. Não, não estão. Até no apartheid da África do Sul meia dúzia de pretos ganhava bolsa de estudos para as melhores universidades, mas o apartheid continuava ali, firme e forte.

Lamento se estou jogando água fria no rolê de geral que está escandalosamente feliz, mas eu ainda acho que isso não é avanço. E que isso é, sim, pedir ao mundo branco “por favor, nos aceite, nós também queremos ganhar o Oscar! Nós também queremos ganhar o Grammy! Nós também queremos ganhar o festival de Cannes!”. Vamos ser honestos: se esses prêmios fossem realmente justos, a gente iria levar TODOS! (Alguém tem dúvida disso?)

O injusto desta discussão, é que a sociedade branca JAMAIS reconhecerá nosso talento nem dará o devido valor ao nosso trabalho porque isso seria reconhecer a grande incompetência dela mesma. A grande mediocridade, a apropriação cultural que lhes é típico. O roubo teórico, sociológico, histórico, desde o período que Alexandre invadiu o Egito. Eu acho bonito é quando é nós por nós. É o Festival de Cinema Negro no Rio de Janeiro por exemplo. De preto pra preto, sem ficar esperando que a sociedade branca reconheça nosso talento.

Eu chorei com a Viola, eu estou feliz por ela , por nós, e ela representa ali todas as mulheres pretas cabulosíssimas que tentaram, tentaram  e não conseguiram. Parabenizo  a Viola Davis e a todas as mulheres pretas que nos representam nacional e internacionalmente com seu talento, dedicação e trabalho. Quando fracassarmos, porém, lembremos  que não precisamos de Emmy (ou nenhum outro prêmio) pra saber que somos as melhores, né? Não precisamos de aval branco pra saber que somos boas pra caralho no que fazemos. Valorizemos nossos atores e atrizes pretos com e sem prêmio, porque nós somos mesmo muito bons. A história ta aí pra provar quem são os/as verdadeiros/as medíocres.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s