25 HOMENS PAN-AFRICANISTAS ASSASSINADOS PELA DIREITA E PELA ESQUERDA

A lista abaixo foi tirada do livro “A África que incomoda” de Carlos Moore, e em breve eu compartilho uma lista de mulheres.

Quando abrem a boca pra descer o sarrafo em África, que lá só tem ditador e zzzz, ninguém conta essa parte da história. Quem planta ditadores em África é a branquitude. Matam os nossos melhores.

Fiz questão de buscar as fotos pra gente ter a dimensão do potencial humano desperdiçado, pra vermos o rosto de cada um. Porque a branquitude, de direita e de esquerda, treme ao pensar numa África unida à Diáspora pra emancipação preta. A branquitude é minoria no mundo. Se isso acontecer, seu sistema cai. Então eles nos matam.

Essa lista propositalmente só tem africanos do continente, porque há uns ingênuos que dizem que só a diáspora fez pan-africanismo e zzzzz. Olhemos o rosto de cada um, conheçamos sua história e honremos seus nomes. Descubra que a parceria proposta pelos brancos “desconstruídos” não chega nem à página 2. Quem tem medo da luta preta autônoma?

 

  1. DEDAN KIMATHI – Quênia

Dedan Kimathi - Quênia

 

2. REUBEN UM NYOBE  – Camarões

Reuben Um Nyobe - Camarões

 

3.BARTHELEMY BOGANDA – República Centro Africana

BARTHELEMY BOGANDA - Rep Centro Africana

 

4. FELIX-ROLANT MOUMIÉ – Camarões

FELIX-ROLANT MOUMIÉ - Camarões

 

5. JOSEPH OKITO – Congo Kinshasa

JOSEPH OKITO - Congo Kinshasa

 

6. MAURICE MPOLO – Congo Kinshasa

MAURICE MPOLO - Congo Kinshasa

 

7. PATRICE LUMUMBA – Congo Kinshasa

PATRICE LUMUMBA - Congo Kinshasa

 

8. SYLVANUS OLYMPIO – Togo

SYLVANUS OLYMPIO - Togo

 

9. PIO GAMA PINTO – Quênia

PIO GAMA PINTO - Quênia

 

10. OSSENDE AFANA – Camarões

OSSENDE AFANA - Camarões

 

11. PIERRE MULELE – Congo

PIERRE MULELE - Congo

 

12. EDUARDO MONDLANE – Moçambique

EDUARDO MONDLANE - Moçambique

 

13. ERNEST OUANDIÉ – Camarões

ERNEST OUANDIÉ - Camarões

 

14. ANGE DIAWARA BIDIE – Congo Brazzaville

ANGE DIAWARA BIDIE - Congo Brazzaville

 

15. OUTEL BONO – Congo Brazzaville

OUTEL BONO - Congo Brazzaville

 

16. AMÍLCAR CABRAL – Guiné Bissau/ Cabo Verde

AMÍLCAR CABRAL - Guiné Bissau

 

17. ONLGOPOTSE TIRO – África do Sul

ONLGOPOTSE TIRO - África do Sul

 

18. JOSIAH KARIUKI – Zâmbia

JOSIAH KARIUKI - Zâmbia

 

19. MURTALA MOHAMED – Nigéria

MURTALA MOHAMED - Nigéria

 

20. STEVE BIKO – África do Sul

STEVE BIKO - África do Sul

 

21. JOE GQABI – África do Sul

JOE GQABI - África do Sul

 

22. SAMORA MACHEL – Moçambique

SAMORA MACHEL - Moçambique

 

23. THOMAS SANKARA – Burkina Faso

THOMAS SANKARA - Burkina Faso

 

24. HERBERT CHITEPO – Zâmbia

HERBERT CHITEPO - Zâmbia

 

25. VIRIATO DA CRUZ – Angola

viriato-da-cruz

 

Anúncios

14 comentários sobre “25 HOMENS PAN-AFRICANISTAS ASSASSINADOS PELA DIREITA E PELA ESQUERDA

  1. Quais foram os mortos pela direita e quais foram os mortos pela esquerda, e qual esquerda é essa que se refere?
    Os Pan-Africanistas que tenho conhecimento dessa lista eram de esquerda (Angola, Moçambique, Congo,Burkina Fasso) e tinham estreita ligação com os soviéticos e os chineses.
    Somente reacionários de direita e os esquerdista idealistas, oportunistas que não entendem a luta anti-colonialista chamam esses grandes lideres de “ditadores”. De fato foram ditadores pois reprimiam a vontade e ideologia invasora dos colonialistas europeus, mas essa é a única forma de se dar democracia ao povo de sua nação. O governo de algum desses lideres foram os mais prósperos das últimas décadas no continente africano mesmo sendo curtos e contrapondo ao imperialismo Europeu e Norte Americano.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Faz diferença qual foi a esquerda que matou? E desde quando a esquerda foi fiel aos africanos de esquerda? Eu sugiro que você pesquisa a história de cada um deles, eu não tenho como te responder isso aqui.

      Curtir

  2. Enquanto os Africanos não se reverem como povo unido continuaremos a ser escravos do ocidente porque a táctica da desunião sempre foi implementada pelos colonos , porque até a colonização não acabou mas mas sim foi mudada a táctica de actuação (neocolonizacao) enquanto importarmos tudo desde religião , hábitos e costumes do ocidente e sei lá mais de continuaremos a sermos escravos , até a nossa língua a negamos como língua oficial e demos lugar a língua do opressor ou melhor dizendo a língua do colonizador como a língua oficial .
    Disseram-nos que o feitiço é mau e algo diabólico e que a religião é divino e santo no entanto a mesma religião foi usada para escravizar os Africanos e a mesma religião foi responsável e é responsável pela desunião de muitas famílias , agora pergunto será que a religião veio unir ou desunir , dizem que o ocidente trouxe o civismo , será que um povo que sai do seu país e vem no país do outro , mata , viola , separa , desune e coloniza famílias pode ser considerada como um povo civilizado ?

    Curtido por 1 pessoa

  3. De facto,os grandiosos líderes Africanos foram vilmente assassinados sem dó nem piedade,fez que o Continente Africano se traduziu num pântanos de desgraça,de retrocesso,golpes e contra golpes devido ao baixo nível intelectual sócio-cultural dos seus líderes.
    Simplesmente,África ficou órfã dos seus melhores filhos.

    Curtir

  4. …….em 1990 mais de 6 milhões de negros entre, crianças, mulheres e velhos, em conflito sangrante que envolveu varios países, todos em busca da democracia, esta carnificina comparada a segunda guerra mundial recebeu o nome de “A GUERRA ROSA” …que envolveu o Gongo, Zimbaue, Guine Bisal, Angola entre outros!!!

    Curtir

  5. Gilza, sua produção textual é bastante impactante. Gosto muito de acompanhar você. Gostaria de conseguir ler mais autores negros e me engajar mais na luta do nosso povo. Por gentileza me adicione no Facebook: bruna.laissanto01@gmail.com acredito que poderei somar mais com vocês. Parabéns ao Reaja pelo trabalho.

    Curtir

  6. O triste é saber que a maioria foram traídos e mortos pelos seus próprios compatriotas de confiança que se deixaram corromper pelos ex colonos. Kadaffi tinha a mesma visão, uma África unida e uma só moeda mas infelizmente teve o mesmo destino. Uma África unida parece um sonho cada vez mais distante, o continente mais rico cada vez mais pobre. As nossas tradições perdidas, a nossa cultura cada vez mais desvalorizada. O próprio africano sabendo a história do seu povo dos seus antepassados prefere adotar a cultura do colonizador, só se ouve música estrangeira, veste-se como o europeu e o americano, só come culinária europeia, abandonam seus própios pais. Até a LINDA MULHER AFRICANA ganhou vergonha de sua cultura, de sua linda carapinha e da melhor pele que Deus criou, negra. Hoje a mulher africana chama de beleza a piruca, o postiço, a tissagem, unhas falsas, branqueamento de pele e outras barbaridades inventadas pelo branco que enriquece cada vez mais à custa do analfabetismo africano. Olho para Europa e América e vejo que crescem cada vez mais à custa de África. Olho para África e vejo falta de união, corrupção absurda, miséria, fome, doenças, guerra, morte, tudo preparado pelo branco e executado pelo negro. O branco rouba, viola e mata mas usa a mão do negro. Desculpem o meu desabafo ou frustração, espero que ninguém se sinta ofendido pois não é minha intenção. Gostaria de recomendar que ouvissem discursos de Malcom X, Jean Philippe Omotunde, ler livros de Aimé Césaire, Dr. Cheikh Anta Diop, todo africano tem que estudar quem foi Marcus Garvey para África. Grato pela atenção

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s